A origem do drywall e a evolução do Drywall

A origem do drywall está relacionada a dois grandes incêndios em cidades norte-americanas: o incêndio de Chicago, em 1871, e o incêndio em Nova York, em 1890.

Por utilizarem materiais altamente inflamáveis (madeira, principalmente), as construções eram extremamente vulneráveis ao fogo, o que levou à destruição e devastação de grandes áreas dessas cidades. No caso de Chicago, a área central foi reduzida a cinzas, matando pelo menos 300 pessoas e deixando mais de 100 mil desabrigados.

Esses acontecimentos trouxeram a necessidade urgente de se pensar em materiais de construção mais resistentes ao fogo e às intempéries. Além disso, era necessário reconstruir essas cidade com rapidez e eficiência.

como-surgiu-o-drywall-incendio-chicago

Incêndio em Chicago, 1871

 

É nesse contexto que surge o drywall, material que viria a revolucionar a construção civil por ser tratar de um sistema de construção a seco, que não utiliza (ou utiliza em quantidades mínimas) água.

Como surgiu o Drywall

O drywall teria sido originado em 1888 em Rochester, Kent, Reino Unido, porém foi patenteado em 1894 nos Estados Unidos, pelo empresário americano Augustine Sackett, que registrou as chamadas placas Sackett, formadas por 4 camadas de gesso molhado dentro de quatro folhas de papel, lã e camurça.

Inicialmente as folhas não apresentavam acabamento e eram vendidas como pequenas telhas à prova de fogo.

como-surgiu-o-drywall-anuncio-sackett

Anúncio das placas Sackett

 

Posteriormente, no início do século XX, empresas passaram a comercializar as chamadas placas de gesso com bordas encapadas em papel acartonado, substituindo a camurça.

O material foi aperfeiçoado com a substituição do gesso molhado por gesso seco, ficando conhecido como “chapa drywall” ou “chapa parede seca”.

A nova chapa tinha boa resistência mecânica, pois reunia resistência à tração (proporcionada pelo cartão) e resistência à compressão (proporcionada pelo gesso). Com isso, era uma solução vantajosa para substituir a madeira e outros materiais até então largamente utilizados na construção civil norte-americana.

Dessa forma, pode-se dizer que os incêndios e todas as suas drásticas consequências alteraram os rumos do desenvolvimento urbano e da construção nos Estados Unidos, que passaram a usar novos materiais, como estruturas metálicas, tijolos e vedações internas com sistemas drywall.

Devido à rapidez de montagem, a chapa drywall foi amplamente utilizada na l Guerra Mundial e em pouco tempo conquistou espaço em países da Europa e de outros continentes.

Desde sua criação, o drywall se revelou uma solução arquitetônica muito prática e inteligente. Por ser um material industrializado que já vai pronto para a obra, o drywall permite uma construção muito mais limpa, pois não demanda a utilização de argamassa ou outro material.

Além da resistência ao fogo e praticidade de instalação, há diversas outras vantagens do drywall.

como-surgiu-o-drywall-fabrica

Fábrica de drywall

Fonte: Knaulf